Master Supermercados

Você está na loja de . Deseja mudar à loja?

Home | Com que vinho eu vou?

Com que vinho eu vou?

Ao contrário do que se imagina, as taças não servem apenas para conferir beleza e sofisticação ao ato de degustar vinho. Elas são fabricadas de acordo com sua funcionalidade e a partir das sensações que se deseja despertar nos apreciadores ao provarem um bom vinho. As diferenças entre a altura e largura do bojo, da haste, da espessura do vidro, ou ainda, a abertura da borda, são pensadas para captar o máximo de aromas do vinho e promover a evolução da bebida depois que é servida, além de projetá-la para uma parte específica da língua.

Taças com bojo maior, por exemplo, promovem maior contato do vinho com o oxigênio e, portanto, aceleram o processo de oxigenação, favorecendo os vinhos aromáticos. Ao mesmo tempo, essas taças não ajudam a manter a temperatura do vinho por muito tempo, então não são as mais indicadas para os vinhos brancos, que devem ser bebidos mais frescos.

No Master Hipermercado em Erechim, você encontra uma infinidade de opções de taças para você saborear o seu vinho preferido. Escolha a taça certa e tim-tim!!!

 

Taça branco padrão

Basicamente, a taça para vinhos brancos é pensada para manter a temperatura do vinho mais baixa possível. Este resultado é obtido com duas mudanças na estrutura da taça padrão para vinhos tintos: diminuição do bojo e aumento da haste. Com menor bojo, a bebida tem menos espaço para trocar calor com o ambiente, mantendo sua temperatura praticamente constante. A haste maior da taça, por sua vez, reduz o contato das mãos quentes com o bojo.

Taça ISO

A taça ISO funciona como uma espécie de coringa, servindo para todos os tipos de vinho. Foi projetada pela Organização de Padrões Internacionais (International Standards Organization, em inglês). A taça tem bojo maior, num formato que contempla o equilíbrio entre alongado, arredondado e fechado na parte de cima, fazendo com que seja especialmente boa para a percepção de aromas. Apesar disso, é a taça mais utilizada para degustações técnicas.

 

 

Taça Bordeaux

Com bojo grande e borda mais fechada, a taça Bordeaux é perfeita para a degustação de vinhos tintos encorpados e com muitos taninos, como Cabernet Sauvignon, Merlot e Syrah. Seu bojo grande favorece a evolução dos aromas, que ficam concentrados por causa da borda mais fechada. Outro detalhe também é importante: a aba da taça deve ser fina, para impulsionar a bebida para a ponta da língua, aumentando a percepção dos sabores frutados e do corpo do vinho.

Taça Borgonha

A taça Borgonha é projetada para os vinhos conhecidos como os mais complexos do mundo, os Pinots da Borgonha. De bojo curto e largo em formato de balão, libera os aromas mais rapidamente em direção ao nariz, pois permite maior contato com o ar, abrindo até os segredos mais profundos do vinho à taça. Em vez de projetar o vinho para a ponta da língua, a aba mais espessa da taça tem a intenção de levar a bebida acima do meio da língua, minimizando a percepção da acidez e demonstrando mais o aspecto de maturidade do vinho.

Taça flûte/ Espumante

Do francês, “flûte” significa flauta. Isso porque o formato da taça realmente lembra o do instrumento musical. O formato é alongado e o bojo, fino. Preserva melhor o gás do espumante. Tudo para manter a elegância do “perlage” de um espumante desde a hora de servir até o último gole. Por falar em gole, repare que a taça projeta o vinho para a parte final da língua, tática precisa para promover a limpeza do paladar e levar até o nariz a efervescência e os aromas.

Taça Vinho do Porto/ Sobremesa

Seu bojo menor tem uma razão: se consome em menor quantidade os vinhos de sobremesa e fortificados em comparação aos vinhos secos. É mais estreita na parte superior para concentrar os aromas e para entregar a bebida à ponta da língua, região para a percepção dos sabores doces.